Secretaria de Indústria e Comércio representa o Maranhão na 38ª Feira Internacional de Havana (Fihav), em Cuba

O Governo do Maranhão integra a comitiva do Consórcio Nordeste, que conta com representantes dos nove estados da Região, sob a liderança do governador de Pernambuco, Paulo Câmara. O secretário da Seinc, Cassiano Pereira Junior, representa o Maranhão
O Governo do Maranhão integra a comitiva do Consórcio Nordeste, que conta com representantes dos nove estados da Região, sob a liderança do governador de Pernambuco, Paulo Câmara. O secretário da Seinc, Cassiano Pereira Junior, representa o Maranhão - Divulgação/Seinc.
15/11/2022

Representantes de 62 países estão presentes na 38ª edição da Feira Internacional de Havana (Fihav), que começou nessa segunda-feira (14) e vai até esta sexta (18), no recinto de feiras ExpoCuba, em Havana.

A feira é um dos principais eventos de intercâmbio comercial do Caribe e de toda a América Latina, onde expositores, empresários e atores da economia tratam de negócios e o enfrentamento de desafios relacionados a investimentos.

O Governo do Maranhão integra a comitiva do Consórcio Nordeste, que conta com representantes dos nove estados da Região, sob a liderança do governador de Pernambuco, Paulo Câmara. O secretário de Indústria e Comércio (Seinc), Cassiano Pereira Junior, representa o Estado, juntamente com o superintendente de Inteligência de Mercado da Seinc, Ramiro Esteves.

De acordo com o secretário, a participação do Governo do Maranhão na Fihav, por meio da Seinc, não só facilitará as intenções de atração de exportações para Cuba, mas também para outros países, já que o evento conta com 35 câmaras de comércio estrangeiras em diferentes níveis (setorial, regional, nacional e associativo), com destaque para as câmaras da Espanha, Itália, Rússia, China, França, México e dos Emirados Árabes Unidos.

Cassiano Pereira Junior, secretário da Seinc, participa da 38ª edição da Feira Internacional de Havana (Fihav), em Cuba (Foto: Divulgação).

“A presença do Governo do Maranhão na Fihav faz parte de um plano de expansão das exportações, coordenado diretamente pelo governador Carlos Brandão, que visa o fortalecimento das relações comerciais do Estado com as cadeias produtivas internacionais. Atualmente, os países que mais fazem comércio com o Maranhão são Estados Unidos, China, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Índia e Espanha”, explicou Cassiano Pereira Junior.

Também participam da Fihav 2022 representantes de nove entidades norte-americanas, como expositores e grupos de atores econômicos dos Estados Unidos. Carlos Gabas, secretário executivo do Consórcio Nordeste, pontuou que a contribuição em conjunto dos estados nordestinos é de extrema importância ao desenvolvimento do Brasil.

“O Nordeste unido é a melhor chance que temos de fortalecer nossa economia e qualificar ainda mais nossa atuação no desenvolvimento do país. A participação articulada dos nossos estados em feiras internacionais, como a Fihav, contribui muito para o fortalecimento de diferentes setores econômicos e tem rebatimento direto na vida de nossa população”, analisou.

Os principais produtos que o Brasil exporta para Cuba, segundo dados da ComexStat, são gêneros alimentícios: carnes de aves, arroz, milho, soja, gorduras e óleos vegetais. Com a crescente constante na cadeia do turismo, a rede hoteleira de Cuba também é uma potente consumidora.

Mais de 400 empresas participam da Fihav, com destaque para o Pavilhão Brasil, um complexo com estandes de empresas brasileiras e instituições que pretendem fortalecer os laços existentes e a exploração de oportunidades de comércio e investimento estrangeiro em todos os setores da economia. Empresas com forte atuação no Nordeste, como Tramontina, Pamesa, Ambev e Sousa Cruz, também compõem o Pavilhão.

Programação: Consórcio Nordeste na Fihav

Abertura da Fihav, nessa segunda-feira (14), onde foi anunciado um portfólio de oportunidades de negócios com capital estrangeiro, com a presença do presidente de Cuba, Miguel Diaz-Cane.

Durante a abertura da feira nessa segunda (14), foi anunciado um portfólio de oportunidades de negócios com capital estrangeiro, com a presença do presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, e representantes de mais de 35 câmaras de comércio de nações com as quais Cuba mantém vínculos comerciais, além de centenas de empresas dos cinco continentes.

Ainda no primeiro dia do evento, houve reunião da delegação do Consórcio Nordeste com o embaixador do Brasil em Cuba, Roberto Colin.

Nesta terça-feira (15), o destaque na feira é o ‘Dia do Brasil em Cuba’ – mesa redonda para discussão e divulgação dos negócios brasileiros, promovendo vínculos comerciais entre setores da economia nacional e investimentos estrangeiros.

Já na quarta-feira (16), a delegação do Consórcio Nordeste terá reunião com autoridades da BioCubaFarma, sobre as experiências tecnológicas de Cuba na produção de medicamentos para tratamentos de diversas doenças. Também ocorre a ‘Rodada de Negócios para o setor de alimentos’, no estande do Consórcio Nordeste, dentro do Pavilhão Brasil.

Na quinta-feira (17), a agenda conta com reunião com a equipe do Ministério da Agricultura de Cuba (Minag), com as presenças: do vice-primeiro-ministro de Cuba, Jorge Tapia; do Ministro da Agricultura, Idael Pérez; do chefe de Relações Internacionais, Orlando Dias; e demais equipes técnicas.

No último dia da Fihav, sexta-feira (18), a delegação do Consórcio Nordeste vai participar do 5º Fórum de Investimentos, para discutir, entre outras oportunidades, o potencial da Zona Especial de Desenvolvimento de Mariel e as possibilidades de negócios no país.